Um bebê de apenas dois meses apresentou complicações para respirar e foi salvo graças à ação rápida dos militares do 31º Batalhão da Polícia Militar (31º BPM), unidade vinculada ao Comando de Policiamento Regional IX (CPR IX). O caso ocorreu na noite desta quarta-feira (18), no município de Abaetetuba, no Baixo Tocantins.

O cabo Franciel Negrão e o soldado Manoel Negrão realizavam ações de segurança pública na cidade, quando foram acionados pelo pai da criança, na Avenida Rio de Janeiro, no bairro Francilândia.

Elielson Cardoso, de 21 anos, pediu socorro para o seu filho, que estava vermelho e com as vias respiratórias superiores obstruídas.
De forma rápida, um dos policiais pegou a criança nos braços, enquanto o outro orientava quanto aos procedimentos necessários para que a respiração da criança fosse normalizada. Após a realização da manobra, o bebê voltou a respirar, acalmando os pais que estavam nervosos com a situação do filho.
‘’Em razão da criança já estar quase desfalecida, eu iniciei a manobra de Heimlich, que é um procedimento de primeiros socorros. Foi aí que eu constatei que o bebê foi voltando a respirar. Graças a Deus nós estávamos próximos quando aconteceu, pois onde eles estavam é bem distante da unidade de saúde’’, comentou o soldado Manoel Negrão.
Após o susto, os militares deram apoio pra Eliane da Silva, mãe da criança. O bebê foi levado na viatura para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde recebeu atendimento médico especializado. Emocionados, os pais da criança agradeceram aos militares pela ação que foi fundamental para o bom desfecho da história.

 

 

Fonte: Agência Pará
Foto: Divulgação